Dica Cristã: Como se organizar financeiramente para prosperar

Atente-se a esse Provérbio (30:25) que vai fazer todo o sentido para o restante do conteúdo porque ele tem tudo a ver com a sua vida financeira pessoal: – “As formigas, criaturas de pouca força, contudo, armazenam sua comida no verão”.

Você sabe o que isso pode dizer, entre tantos significados? O assunto de hoje tem tudo a ver com a sua vida financeira, cristão. A dica cristã de hoje é para você poupar dinheiro para ter condições de encarar todos os momentos da sua vida de maneira fiel à Deus.

Dica Cristã: Como se organizar financeiramente para prosperar

“Porque a sabedoria serve de defesa, do mesmo modo que o dinheiro”, Eclesiastes 7:12. Logo, quando estamos mais bem preparados tomamos as melhores decisões, independentemente de quais elas sejam. E um cristão preparado terá mais condições para saudar a Palavra de Deus.

Finanças e o Cristão

Estudar finanças hoje em dia é demais importante para o cristão porque vivemos em um mundo de consumo, de dívidas, de salários, de insatisfação e uma série de coisas que pode trazer dificuldades para mantermos os ensinamentos de Jesus Cristo.

As consequências podem ser várias e muitas. O resultado você já conhece: está na Bíblia Sagrada. Descubra como o testamento pode nos ajudar a nos relacionar melhor com o dinheiro, conforme provérbios!

Poupar Dinheiro

No provérbio citado, a ideia é de uma formiga, que é frágil, mas que consegue encontrar meios para sobreviver nos dias mais tempestuosos. Isso tem tudo a ver com o que a gente chama de reserva de emergência no mercado financeiro.

Tem horas, dias, meses, anos que tudo parece que vai dar errado. O carro de trabalho quebra, a geladeira para de funcionar, algumas doenças ameaçam surgir e se não temos recursos para custear tudo isso, o que acontece? Ficamos bravos e desesperados, o que não é bom.

A ideia de poupar dinheiro vale para que sempre tenhamos capacidade plena de tomar as melhores decisões. Decisões essas que devem estar, em todos os casos, baseadas nos ensinamentos divinos da Bíblia.

E se você acha que aplicar o estudo da Bíblia nas finanças não está correto, repare bem nesse outro provérbio (21:20): -“Na casa do sábio há comida e azeite armazenados, mas o tolo devora tudo o que pode”.

Cuidado com os exageros!

Agora, ao mesmo tempo que indicamos uma reserva de emergência, considere entender o que é exatamente isso. Porque se de um lado a escassez é dita como “tolice”, de outro lado, a ganância é um dos pecados mais conhecidos no mundo atual.

“O meu Deus, segundo a sua riqueza em glória, há de suprir, em Cristo Jesus, cada uma de vossas necessidades”, Filipenses 4:19.

Portanto, nada de poupar dinheiro para fins errados, errôneos, diabólicos. A ideia é estar preparado para o futuro mesmo porque já confiamos em Deus e sabemos que “nada nos faltará”.

Trazendo o assunto para a prática, a recomendação é que se poupe entre 10% e 20% de todo trabalho mensal para que isso seja possível para custear a vida no futuro, como na aposentadoria. Se não consegue poupar tudo isso, comece com menos e vá aumentando.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here