Natal Solidário, Como fazer? – Dica de Programação Natalina para Igreja

0

É comum no Natal a gente pensar nas festas, reunião familiar, encontro com os amigos e outros eventos comemorativos, mas quando olhamos para o nascimento de Cristo e entendemos a esperança que ele trás para a humanidade, é impossível não enxergar a importância do “Natal Solidário“.

Há uma grande diferença, todavia, entre o Natal solidário cristão, baseado no evangelho bíblico, de qualquer outro gesto de solidariedade feito pela humanidade na época de Natal apenas por ser um evento típico do ano. Para realizar essa programação segundo a luz de Cristo, portanto, é imprescindível compreender essa diferença.

O Natal solidário é mais do que solidariedade

Em primeiro lugar, se questione: por que Jesus nasceu? Qual foi o grande objetivo do nascimento de Cristo? A resposta é clássica:

“Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. (João 3:16)

Com essa lição em mente, faça esta outra pergunta: a programação do Natal solidário reflete o objetivo do nascimento de Cristo? Para lhe ajudar a entender a resposta, leia:

“Trabalhai, não pela comida que perece, mas pela comida que permanece para a vida eterna, a qual o Filho do homem vos dará; porque a este o Pai, Deus, o selou.  (João 6:26,27) (…)

Moisés não vos deu o pão do céu; mas meu Pai vos dá o verdadeiro pão do céu.
Porque o pão de Deus é aquele que desce do céu e dá vida ao mundo.” (João 6:32,33)

Na passagem acima Cristo deixou claro que seu grande objetivo não é atender as necessidades físicas/materiais da humanidade (leia do versículo 22 até o 58), mas sim espirituais. Trazer ao mundo a salvação da morte eterna, instituída pelo pecado, através do arrependimento humano com base na fé em Cristo (leia também Mateus 6:33).

Agora podemos situar melhor o objetivo da nossa programação: anunciar o verdadeiro significado do nascimento de Cristo, através de ações solidárias que aliviam o sofrimento humano, passageiro, mas que apontam para uma proposta eterna de salvação espiritual mediante Cristo, o “pão da vida”.

Como funciona o Natal solidário?

Milhares de pessoas não tem a oportunidade de compartilhar uma ceia de Natal, se reunir com amigos, familiares, para celebrar o nascimento de Cristo. Essas pessoas, muitas vezes em situação de rua, ou distantes de casa, sem contato social, passam o Natal isoladas, sem compartilhar com o próximo a natureza desse momento.

O Natal solidário é nada mais do que uma oportunidade para a Igreja abrir suas portas a comunidade, oferecendo uma ceia de Natal comunitária, com a colaboração de todos os membros. Essa programação pode ser feita no espaço do próprio templo ou numa área de eventos.

A ênfase da programação é alcançar pessoas excluídas do convívio social, como moradores de rua, dependentes químicos, pessoas em situação de abandono familiar, tais como idosos e todos que por qualquer motivo não tem a oportunidade de compartilhar uma ceia de Natal com amigos, familiares, ouvir sobre Cristo e compreender a importância do seu nascimento.

Recursos necessários

Para executar essa programação, a igreja precisa designar:

a) espaço para realização do evento. Pode ser no próprio templo ou em outro local;

b) Distribuição dos pratos (alimentos) que cada membro da igreja ficará responsável para levar ao dia da ceia, assim como bebidas;

c) Pratos e talheres descartáveis;

d) Equipamentos de som e vídeo;

e) Lixeiras

f) Colaboradores para servir os pratos

Execução do Natal solidário

Perceba que não é preciso muito para fazer essa programação. Ao distribuir para cada membro da igreja a responsabilidade de levar um prato diferente (alimento), você dispensa a necessidade de cozinheiros, assim como da limpeza dos utensílios, pois cada um ficará responsável pelo que levar.

A igreja pode fornecer apenas os pratos e talheres descartáveis, assim como a estrutura do evento, como espaço, equipamentos de som, sanitários, etc.

A igreja, na forma dos membros, deve antecipadamente anunciar as pessoas que são os alvos da programação, que haverá uma ceia comunitária oferecida para a comunidade no dia marcado, convidando pessoalmente para o evento. Se possível, pegar contatos para lembrar a pessoa no dia do evento ou mesmo levá-la pessoalmente ao local.

No dia do evento, a igreja disponibiliza mesas para que todos os membros organizem as refeiçoes, reservando o lugar para o momento da ceia.

Um culto deve anteceder a ceia comunitária, para que os convidados compartilhe com a igreja a mensagem de Natal, seu verdadeiro significado, através de músicas e apresentações, bem como da exposição bíblica.

Finalmente, os próximos passos do evento é comum para toda igreja cristã: acomodação dos convidados, organização de fila, distribuição das refeições, comunhão e partilha de vida, para que todos possam ver Cristo na maneira como são tratados, com muito amor e alegria.


DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here